Quer saber como escolher o curso certo para a sua carreira?

Educação

Como fazer um plano de aula: passo a passo para desenvolver

14 novembro, 2019

Quem está iniciando na carreira de docência precisa saber como fazer um plano de aula. Elaborar uma trilha de conhecimento com um objetivo em mente é um grande desafio! 

Promover aulas dinâmicas e com conteúdos interessantes estimula os estudantes, fortalece o relacionamento professor-aluno e torna o momento de aprendizado mais prazeroso – e eficaz!

Educar pessoas, de crianças a adultos, é uma grande responsabilidade. O professor é encarregado pelo conteúdo que irá  transmitir ao aluno.

A área de educação, formada por profissionais que cursaram Pedagogia, tem se transformado rapidamente. Acompanhar essa mudança e ter em mente um planejamento estratégico é o ponto de partida do magistério.

O professor deve estar preparado para guiar seus alunos e, por isso, criar um roteiro e definir metas são as primeiras ações para um plano de aula de sucesso!

Se você dá aulas e ainda não sabe como fazer um plano de aula, não se preocupe: preparamos um guia completo para ajudar você nessa missão!

O que é um plano de aula?

O planejamento de aula nada mais é do que um documento que contém tudo o que será lecionado. Assim, é possível que o professor se prepare para as mais diversas situações ou questionamentos que podem acontecer na sala de aula.

No plano de aula constam os temas da aula, seus objetivos, o tipo de metodologia aplicada, a forma de avaliação do aprendizado dos alunos, lista de referências bibliográficas e outras informações. 

Qual é a importância do plano de aula?

O plano de aula, quando bem estruturado e aplicado, pode ser decisivo entre uma aula produtiva e uma aula monótona. O planejamento serve justamente para prever situações, antecipar dúvidas e criar um conteúdo fluido, congruente e dinâmico.

Quanto melhor for esse preparo, maiores sãos as chances de o professor alcançar o objetivo proposto com a aula. Ao saber como fazer um plano de aula, o docente também aprende bastante, pois recorre à pesquisa e à reflexão para elaborar um bom cronograma. 

Sem um bom planejamento, não sabemos onde queremos chegar! Por isso, um plano de aula é indispensável para se saber quais são os melhores caminhos da jornada de conhecimento!

Passo a passo: como desenvolver um plano de aula

Defina o tema e o objetivo

Pense no conteúdo proposto e defina qual objetivo você deseja atingir. Escolha um nome para o tema das aulas, associando-o à disciplina lecionada. 

Uma forma bastante eficiente e visual de estruturar esse cronograma é por meio de uma mapa mental, que irá conectar assuntos, atividades, leituras e outras atividades relacionadas ao objetivo do planejamento.

Pergunte-se: “O que desejo alcançar?”, “Que tipo de questões quero suscitar entre os alunos?”, “Para que estou ensinando isso?”, “Onde quero chegar com tudo isso?”

Assim, ficará mais fácil elaborar um plano de aula eficaz e alinhado às suas expectativas, além de facilitar a organização de futuros materiais.

Saiba quem são seus alunos

Saber com quem você está falando também é de suma importância! Procure saber quem são seus alunos, suas habilidades, suas dificuldades, do que gostam e quais conteúdos consomem.

Conhecer seu público facilitará a transmissão de conhecimento, gerando aproximação entre professor e aluno. Dessa forma, tirar dúvidas, trocar ideias e debater sobre questões mais profundas se tornam muito mais produtivas.

A colaboração entre aluno e professor também ajuda a gerar insights para futuros planos de aulas, ajustados às necessidades da turma e “falando a mesma língua” dos alunos.

Metodologia aplicada

A parte de estratégia didática é um dos pilares do plano de aula. Por meio de uma metodologia, é possível manter a turma engajada nas aulas. Existem diversas formas de cativar os estudantes, seja por meio de conteúdos dinâmicos, divertidos ou exercícios de fixação.

Ajuste a metodologia ao seu conteúdo. Liste ações que podem deixar sua aula mais interessante, sem perder o foco no objetivo!

Criando material de aula

Os conteúdos podem ser conceituais (aprendizado e conhecimento teórico), procedimentais (colocando em prática o que se aprende) ou atitudinal (relacionado ao comportamento esperado do estudante).

Ao elaborar um material, considere os formatos mais adequados para auxiliar na fixação de conteúdo (vídeos, slides, infográficos etc.), pense na duração de cada módulo e defina um cronograma. 

Esteja preparado para tirar dúvidas e encoraje seus alunos a opinarem sobre o que está sendo ensinado. Esse feedback enriquece não apenas o andamento das aulas, como também o material didático!

Avaliando conhecimento

A avaliação é uma forma de diagnosticar se o conteúdo trabalhado em aula foi de fato assimilado pelos alunos. Solicite atividades pontuadas, pesquisas, apresentações e outras tarefas que ajudem a consolidar o rendimento do estudante.

Antes de aplicar provas e testes, realize uma bateria de exercícios e promova debates. Muitas vezes, a avaliação desperta ansiedade nos alunos. No entanto é possível minimizar essa tensão com um bom plano de aula, capaz de prever dificuldades e sanar dúvidas.

Com essa organização, todos saem ganhando: o estudante se sente mais seguro para ser avaliado, e o professor consegue atingir seus objetivos!

Referências bibliográficas

Por fim, selecione as referências do seu plano de aula. Faça uma lista relacionando todas as fontes utilizadas para a elaboração de aulas e exercícios. 

Assim, é possível garantir congruência para todo o material, além de enriquecer a bagagem intelectual dos alunos, que conhecerão novos autores, artigos e obras. 

Com o tempo, você poderá criar seu próprio banco de aulas. Afinal, você já saberá como começar e terá um modelo pronto para adaptar conteúdos de outras aulas!

Viu como fazer plano de aula é fácil? Com uma boa organização, objetivos claros e flexibilidade é possível ter um bom aproveitamento das aulas, com alunos motivados e produtivos!

Fique ligado no nosso blog: assine nossa newsletter e não perca mais nenhum post!

Newsletter VX Comunicação

Quer saber como escolher o curso certo para a sua carreira?