Quer saber como escolher o curso certo para a sua carreira?

Educação

5 livros essenciais para pedagogos

5 setembro, 2019

Manter-se atualizado por meio de uma boa leitura é essencial em qualquer profissão. Por isso, vamos falar sobre os 5 livros essenciais para pedagogos!

Todo educador deve se aperfeiçoar, independentemente do tempo de profissão. A Pedagogia é uma área muito fértil para pesquisas e novos insights, em um mundo que está se transformando rapidamente. 

Antigamente,havia muitas barreiras de entrada para disseminar informação. Com a Internet, isso mudou: e-books, artigos e outros materiais digitais facilitaram o acesso ao conhecimento. 

Para se desenvolver plenamente como profissional, é necessário ter uma boa bagagem cultural e estar de olho nas tendências. A todo momento surgem novas técnicas de ensino e aprendizagem, e é comum que temas antigos sejam retomados para melhorias e discussões. 

Acompanhar as mudanças e beber dos “clássicos”: a leitura nunca acaba, pois o educador é, também, um eterno aluno! Saiba quais são os livros essenciais para pedagogos e sua importância no exercício de atividades educacionais!

A importância do resgate de obras anteriores

A leitura é uma atividade transformadora e, para refletir a respeito das próprias práticas pedagógicas, o profissional deve ter familiaridade com os principais títulos da área de Educação.

Embora o mundo tenha mudado (e a Pedagogia também!), é fundamental resgatar obras antigas. Os clássicos têm muito a ensinar, e conferir a ótica dos primeiros pedagogos brasileiros é uma experiência muito enriquecedora.

Além de aprofundar temas das mais diversas áreas da Pedagogia, ler obras antigas ajuda entender de forma ampla as dimensões do aprendizado e o papel do educador em cada uma delas!

Portanto, leia e releia os clássicos sempre que julgar necessário! Assim, você conseguirá fazer comparações com obras atuais, compreendendo metodologias e teorias de forma abrangente e aprofundada.

Dicas de livros essenciais para pedagogos

1. Pedagogia do Oprimido

Publicada em 1968, a mais conhecida obra do educador e filósofo brasileiro Paulo Freire vai além das barreiras da educação para jovens e crianças. O autor trata do analfabetismo em adultos de forma crítica,

A Pedagogia do Oprimido propõe uma pedagogia com uma nova forma de relacionamento entre educador, aluno e sociedade. Por isso, o livro é um dos fundamentos da pedagogia crítica. 

Em cada capítulo, Freire desdobra o impacto sociocultural do problema, que  oprime os analfabetos ao renegar o direito à informação.

2. Pedagogia da Autonomia

Uma das últimas obras de Paulo Freire, a Pedagogia da Autonomia consiste em ideias progressistas de ensino, levando em consideração o conhecimento do aluno em diálogo com a disciplina. 

A ideia é ir na contramão do caráter autoritário do ensino tradicional, e promover atitudes para estimular a liberdade para obter a disciplina, valorizando a experiência individual para um bom aprendizado.

3. Quem ama, educa!

Quem ama educa! foi escrito pelo psiquiatra Içami Tiba em 2002. Esta obra já passou de 170 edições, considerado um verdadeiro fenômeno editorial no Brasil. A nova versão traz a visão do autor sobre a importância da educação dos pais na vida dos filhos.

Para Içami Tiba, grande parte dos problemas psíquicos dos adolescentes pode ser atribuída ao comportamento de seus pais, que agem eles próprios de forma imatura. O diálogo, portanto, é o melhor caminho para resolver conflitos.

4. A Alegria de Ensinar

Escrito por Rubem Alves, o livro A Alegria de Ensinar foi lançado em 2001. A obra consiste em uma discussão sobre  aspectos do conhecimento e os seus meios de transferência através de gerações. 

Em 14 capítulos, o autor sugere que ensinar é um exercício de imortalidade, que de alguma forma continuamos a viver no outro, que recebeu conhecimento, e o repassa para as gerações vindouras.

5. Educar na Esperança em Tempos de Desencanto

Outro livro indispensável é “Educar na Esperança em Tempos de Desencanto”, escrito em por Pablo Gentili e Chico Alencar. A obra se aprofunda em questões e problemas hierarquizados no ensino público brasileiro.

Desencanto na atividade docente, infraestrutura precária, evasão escolar e a capacitação insuficiente em colégios de todo o país são algumas das questões abordadas na obra. 

E elas apontam para uma necessidade de reforma pedagógica, para que o ambiente escolar tenha o devido valor dentro da nossa necessidade, como ferramenta transformadora de inclusão social.

Um ponto fundamental abordado ao longo deste livro é a forma como a estruturação de um plano pedagógico pode revitalizar não apenas a relação aluno/aprendizado, como também pode impactar de forma construtiva  a sociedade como um todo.

Conhece algum amigo de profissão que ainda não conferiu os livros essenciais para pedagogos citados na nossa lista? Compartilhe esse artigo e ajude-o a aprofundar seus conhecimentos em Educação!

Newsletter VX Comunicação

Quer saber como escolher o curso certo para a sua carreira?